JEFRAN



MEMÓRIA DESCRITIVA T4


Refere-se a presente Memória Descritiva e Justificativa ao Projecto de uma Residência Unifamiliar, para Licenciamento e Execução, na parcela de terreno localizado no projeto Social, localizado na cidade de Luanda, em que o EMPREENDIMENTOS JEFRAN, pretende construir e que seja autorizada a sua execução para uso habitacional.

CARACTERÍSTICAS


O projecto que se pretende executar, consiste na construção de uma moradia térrea residencial de tipologia T4, sendo a mesma constituída pelos seguintes ambientes: Sala comum destinado a convívio diário, cozinha, uma Suíte, Três quartos simples, um terraço, zona de lazer na parte posterior da moradia, reservatório enterrado de água potável.
Obtêm-se desta maneira uma moradia de excelente qualidade, dentro dos padrões estabelecidos para este tipo de construção, acondicionado a habitação de acordo projecto de execução anexo a esta memória.
Na execução deste projecto tiveram-se em conta todos os aspectos relacionados com o entorno urbanístico da área, dando-lhe maior funcionalidade e conforto das suas áreas.
Na concepção da vedação tiveram-se em conta aspectos como a visibilidade a partir do exterior, a observância do valor arquitetónico da moradia pelos transeuntes, mas mantendo sempre a sua privacidade e acessibilidade a factos não inerentes a propriedade do imóvel.
O projeto de execução da empreitada, ocupa uma área total do lote 300.00 m2, sendo que a área de construção corresponde a: 118,00 m2.

Os ambientes da moradia ocupam as seguintes áreas:

• Sala comum:     A = 43.88 m2
• Cozinha:    A = 9.79 m2
• Suite:     A = 15.70 m2
• Wc suite:     A = 2.51 m2
• Escada:     A = 5.70 m2
• Quarto simples 1:   A = 10.76 m2
• Quarto simples 2:   A = 10.98 m2
• Quarto simples 3:   A = 12.35 m2
• Corredor:     A = 8.25 m2
• Wc de apoio:    A = 2.06 m2
• Área de quintal:   A = 174.0 m2

ESTRUTURA


A moradia é constituída por uma estrutura monolítica, em ensoleiramento geral combinada em vigas de fundação, as paredes e lajes em betão armado, a lajes é impermeabilizada e o acesso vertical é feito por escadas.
As divisórias são em paredes de alvenaria e rebocadas de acordo projeto.

DESCRIÇÃO DE EXECUÇÃO


1. Movimentos de terras

Poderão ser feitos manual ou mecanicamente segundo as condições de acessibilidade a área de trabalho de modo a que os trabalhos não prejudiquem a circulação na área de intervenção.
Os aterros deverão ser feitos com terra proveniente das escavações, salvo se essas terras apresentarem muitos detritos vegetais tendo então de se recorrer a terras de empréstimos apropriados.
Os aterros deverão ser compactados e constituídos por camadas de terra com humidade e espessura adequada à energia de compactação disponível (Maço cilíndrico ou placa compactador vibradora).

2. Fundações

Nesta moradia e porque as obras são de raiz, as fundações são estruturais, e deverá ter-se em conta todos os pormenores do projecto para fundações e as alvenarias a serem executadas que não estão assentes sobre o sistema estrutural, terão que ser suportadas por varões de reforços embutidos no ensoleiramento no eixo do alinhamento das alvenarias.

3. Cofragem

As cofragens serão metálicas com as dimensões e características definidas pelas formas.
Devem ser previamente lubrificadas com óleo solúvel apropriado e executadas de forma a satisfazer as seguintes condições:
- Suportarem com segurança as solicitações a que vão estar sujeitas, não sofrerem deformações excessivas e serem suficientemente estanques para não permitirem a fuga de betão e argamassa segundo a estrutura.

4. Alvenarias

As alvenarias serão em tijolo vazado ou em blocos de cimento e areia vazados, de 0,20m de espessura em conformidade com as peças desenhadas e executadas em camadas horizontais contra fiadas, devendo os parâmetros verticais apresentarem-se alinhados, aprumados e desempenados.
A argamassa de assentamento será de cimento e areia ao traço 1:6. Antes do assentamento, os blocos ou tijolos deverão ser devidamente humedecidos.

5. Revestimentos

- Paredes
Serão revestidas com rebocos finos de argamassa de cimento e areia ao traço 1.5.1, estucadas devidamente lixadas e pintadas a tinta de água a duas demãos nas cores a escolher pelo Dono da Obra e os Wc´s em Azulejo até altura de 2,10m de acordo projecto.
- Pavimentos
Será aplicado Mosaico Cerâmico de acordo mapa de acabamentos em toda a superfície e de boa qualidade de acordo escolha do dono da obra. No piso térreo, nas passadeiras de jardim e de estacionamento, serão aplicados conforme indicam os desenhos, empedrados sobre terreno regularizado e compactado, nas varandas em mosaico cerâmico anti – derrapante e nas lajes, impermeabilizadas e se for de opção do cliente em tinta epóxica.
- Rodapé
Este será de 0.080m a toda a volta com o mesmo Mosaico e em madeira, excepto nos sanitários.
- Tectos
Estuque em todas as áreas da casa e pintados a tinta de água a duas demãos.
- Pinturas
Todas as paredes serão pintadas a tinta de água a duas demãos nas corres a escolher pelo Dono da Obra.

6. Caixilharia

As Janelas serão em alumínio natural e vidro espelhado, com as medidas de acordo projecto. As portas exteriores e as interiores serão em madeira placadas.

7. Serralharias

Toda a serralharia será devidamente tratada com ante corrosivo (Primário) e pintadas a tinta de esmalte a duas demãos na cor a escolher pelo Dono da Obra nos corrimões de escada e de terraço.

8. Redes Técnicas

- Esgotos
Será em Tubagem de PVC com Diâmetros definidos por projecto de especialidade e ligada ao sistema de fossa e Poço roto, ligados ao Colector Principal existente na via com previa Autorização do G.P.L., mediante caixas de visitas de 50x50 sinfónicas.
- Águas
Será executada a rede de água potável em tubo de Hidronil com as medidas definidas em projecto de especialidade.

9. Rede Eléctrica

Será executada de acordo as normas vigentes e seguindo esquema executado por Técnico da especialidade.

OMISSOS


Em tudo o que for omisso nesta Memória Descritiva, terão que ser respeitadas as normas técnicas e legislação de construção civil em vigor na República de Angola.